Pages

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Após reclamar em rede social Grávida consegue atendimento digno no HAPA


Com a contribuição: Blog do Alexandre Pinheiro







Após fazer um desabafo feito na noite de ontem em uma rede social relatando o mau atendimento no HAPA (Hospital Antônio Pontes de Aguiar) a esposa do senhor Evaldo Sousa, Maria de Lurdes voltou ao HAPA hoje, 19 de novembro. 



O apelo de Evaldo pelo atendimento da esposa e filho sensibilizou outros internautas e chegou a alguns blogueiros (entre eles a titular deste blog) e militantes sociais que se disponibilizaram a acompanhar o caso. Após o comentário de Evaldo uma assessora da prefeita Belezinha e uma servidora do HAPA passaram a taxar Evaldo de mentiroso.









Chegando acompanhada da imprensa ao HAPA o atendimento da paciente Maria de Lurdes aconteceu a contento: havia médico (não só um, outros dois foram chamados) e o aparelho de ultra-sonografia estava funcionado.





Dr. Israel e uma funcionária do HAPA atendendo a paciente.


Os Fatos:

Já no atendimento alguns funcionários nos disseram que aparelho de ultra-som não estava funcionando, com a nossa insistência é que foram se informar e voltaram com uma resposta positiva.


Logo após a realização do  exame, o médico confirmou que apesar do sangramento está tudo bem com o bebê e com a mãe, (até ouvimos o coração do bebê) o médico só recomendou repouso aos dois para que a gestação ocorra de forma tranquila. 


O que disse o médico que a atendeu na noite anterior:


De acordo com o médico e com uma outra funcionária, ele teria mandado  Maria de Lurdes para casa porque o sangramento dela não seria tão forte e portanto não era caso de emergência, ainda de acordo com o médico ele teria dito a paciente para que ela voltasse ao HAPA caso o sangramento se agravasse pois ele estaria de plantão a noite toda, ele deu a paciente uma guia autorizando que ela voltasse logo pela manhã para fazer o exame no HAPA. 


A paciente Maria Lurdes desmentiu o médico e afirmou que ele havia dito que ela teria que fazer o exame em uma clínica particular para saber se o bebê estaria morto ou não. A paciente ainda perguntou: "Porque não havia na noite anterior aparelho para medir sua pressão"? A funcionária respondeu que os aparelhos já haviam chegado e estavam funcionando.


O médico continuou afirmando que a moça estava enganada e que ele havia dado todas as explicações necessárias sobre o atendimento a ela, o médico declarou ainda que a saúde vem melhorando e que algumas críticas não seriam justas ao setor. No final o médico se ofereceu para fazer todo o pré-natal de Maria de Lurdes se assim ela desejasse. O médico lhe deu ainda dias e horários de atendimento no Centro de Saúde Benú Mendes, onde ele faria o atendimento.


O desabafo de Maria Lurdes:









Bastante abalada e demonstrando descontentamento por tudo que teve que passar, a jovem afirmou em uma conversa particular que se a imprensa não estivesse junto com ela, ela não teria sido atendida de forma tão rápida, eficiente e até gentil.


Minha opinião:


O que EU posso afirmar é que HOJE Maria Lurdes foi muito bem atendida, desde a recepção até a conversa com o médico que a atendeu na noite de ontem. Se mais pessoas fossem atendidas como ela foi hoje, tenho absoluta certeza que não haveriam reclamações com relação a saúde de Chapadinha. 



Ainda na noite de ontem várias foram as pessoas que se solidarizaram com o Evaldo e também relataram suas experiências ao precisarem de atendimento no HAPA. Veja:














































Comente com o Facebook: