Pages

sábado, 25 de outubro de 2014

Vacina para o Ebola já existe há 10 anos










Uma vacina aparentemente 100% eficaz em macacos portadores do vírus Ebola será rapidamente testada através de testes em humanos – após ficar sem uso em uma prateleira de laboratório por dez anos. A vacina, conhecida como VSV-EBOV, já teve seus resultados publicados em um jornal respeitado. Autoridades de saúde os consideraram “emocionantes” mas, em seguida, a vacina definhou em uma prateleira de laboratório depois de ter sido licenciada para uma companhia farmacêutica – até agora.

Estudos já realizados em primatas evidenciam que a vacina previne a infecção quando administrada antes da exposição ao vírus, e aumenta as chances de sobrevivência quando dada após a exposição. Os direitos de propriedade intelectual para a vacina pertencem ao Governo do Canadá, e a NewLink, empresa privada que detém os direitos de licenciamento da vacina, tem a responsabilidade de produzir quantidades de massa e levar a vacina para testes clínicos.

“Em 13 de outubro de 2014, o governo do Canadá anunciou o início dos testes clínicos da vacina no Instituto Walter Reed de Pesquisas do Exército dos Estados Unidos”, disse a Agência de Saúde do Canadá. “Esses estudos vão fornecer informações importantes sobre a eficiência da vacina e a dosagem apropriada. Os resultados do ensaio clínico serão divulgados em dezembro de 2014″.

image

A NewLink Genetics diz que pelo menos cinco testes clínicos envolvendo a vacina, conhecida como VSV-EBOV, em breve estarão em curso nos Estados Unidos, Alemanha, Suíça e em um país Africano, ainda não revelado por questões de segurança, que não está lutando contra o Ebola.

O trabalho havia parado há 10 anos devido a uma “falta de interesse” no Ebola, e porque não havia muitos casos, e outras doenças mais importantes, como o HIV, como prioridade de pesquisa. “Nunca houve um grande mercado para as vacinas de Ebola,” Thomas W. Geisbert, especialista do vírus Ebola na Universidade do Texas e um dos desenvolvedores da vacina, disse ao Boston Globe. “Então um grande laboratório farmacêutico as venderia para quem?”

Geisbert disse: “Uma crise é necessária, às vezes, para que as pessoas finalmente digam “Ok, temos que tomar uma atitude agora” e isso é normal”.

A vacina foi produzida em Winnipeg pela Agência de Saúde Pública do Canadá, e é o produto de mais de 10 anos de investigação científica por pesquisadores da Agência Canadense de Saúde Pública e cientistas do Laboratório Nacional de Microbiologia do Canadá. O governo canadense patenteou a substância, e 800 a 1000 frascos da vacina tinham sido produzidos.

Em 2010, a VSV-EBOV foi licenciada à NewLink Genetics, em Ames, Iowa.
1414168125719_wps_1_Maj_Heath_Holt_assists_Ma

O governo canadense doou os frascos existentes para a Organização Mundial de Saúde, e testes de segurança da vacina em voluntários saudáveis ​​já começaram.

“A Agência de Saúde Pública do Canadá está fornecendo a vacina para a OMS em seu papel de órgão de coordenação internacional para o surto de Ebola, de modo que a vacina possa estar disponível como um recurso para todos os países afetados pelo vírus”, disseram as autoridades.

Com informações de DailyMail




Comente com o Facebook: