Pages

terça-feira, 11 de março de 2014

HAPA: O silêncio e a perseguição como resposta as denúncias por falta de atendimento digno




A semana que se passou foi dedicada ao dia internacional da mulher, não me pronunciei por ter a certeza de que ainda temos muita luta pela frente antes de comemorar. Mas enfim...


Em meio às comemorações e distribuição de flores no HAPA, várias denúncias de falta de médicos e leitos no único hospital da cidade e que atende a cerca de 20 municípios. Recebo denúncias quase diárias de que no HAPA só há um médico e que este estaria no repouso ou jantando enquanto pacientes estariam na emergência o aguardando atendimento. 


Ontem recebi a seguinte mensagem:




"Hoje (10/03) foi um dia q teve só um medico no HAPA

O medico do plantão, é Dr Paulo. Mas ele chegou as 13:00...

No período da Manhã, foi Dr Sérgio q atendeu na Emergência Pediátrica, Emergência Adulto, emergência obstétrica e operando.

Foi super lotado hoje.

Por volta das 16 horas que acalmou um pouco, porque o outro medico chegou.

O Dr Carlos Alberto é diretor clínico. Ele vem todo dia, ajuda, mas não ta plantão.

Situação complicada"!



O radialista J. Luís de Sousa mostrou sua indignação e revolta ao também denunciar a falta de médicos no HAPA em seu perfil na rede social:



"HOJE 08/ MAR/ POR VOLTA DAS 22 HORAS FIQUEI TOTALMENTE DECEPCIONADO COM ISSO QUE CHAMAM DE SAÚDE COMPETÊNCIA AQUI EM CHAPADINHA, LEVEI MINHA NAMORADA ATE O HOSPITAL HAPA PRA SER ATENDIDA PELA EMERGÊNCIA CHEGANDO LÁ O ATENDENTE TEVE A MAIOR CARA DE PAU DE DIZER QUE NÃO TINHA NEM UM MÉDICO DE PLATÃO, QUE SÓ TEM ATENDIMENTO SEGUNDA FEIRA,, UMA VERGONHA PRA QUEM FICA TODOS OS DIAS FALANDO EM RÁDIO E TV QUE A SAÚDE DE CHAPADINHA TA AS MIL MARAVILHAS, TÁ É UM LIXO UMA FALTA DE RESPEITO COM A POPULAÇÃO ACHO QUE CHAPADINHA TA NA HORA DE SER CONHECIDA NA MÍDIA NACIONAL TALVEZ SÓ ASSIM VAI MELHORAR ESSA D***** QUE NÃO PASSA NUNCA AQUI NESTA CIDADE, ENTRA PREFEITO E SAI PREFEITO E A M**** CONTINUA A MESMA".



Resposta do Secretário de Saúde Allan Monteles:





A denúncia gerou a revolta de alguns aliados do governo que aparentemente descartam o diálogo como forma de resolver conflitos, exigem não maior qualidade nos serviços prestados a população, mas o nome do funcionário para que este seja punido com um processo administrativo e até demissão, estimulando a perseguição ao funcionário que tenho certeza não agiu de má fé apenas falou a verdade naquele momento.






As falas ásperas só cessaram após este comentário:





Porém há outras denúncias que mostram a calamidade que vem se instalando no HAPA, mas para estas a única resposta por parte do governo municipal é o silêncio:






















Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Em primeiro lugar peço desculpa pelo essa postagem de que coloquei quando falava da falta de medico, um mau entendido aconteceu quando responderão nao tinha medicamento, mais depôs eu corrigi o erro de postagem e coloquei lá que nao tinha medicamento foi isso o que aconteceu, e mesmo a gente sai sem ser atendido..

    ResponderExcluir