Pages

sexta-feira, 7 de março de 2014

Comunidade faz Abaixo-Assinado em favor da permanência de professores lotados no povoado Uncurana



Prof. Armando, presidente do SindChap, participando da reunião de pais e mestres no povoado Uncurana



Na sexta-feira de carnaval (28/02) o presidente do SindChap, prof. Armando F. de Araújo, fez parte de uma reunião de pais e mestres na Escola Santos Dumont, localizada no povoado Uncurana, onde foram discutidos a situação de infraestrutura da escola, bem como a decisão da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) de remover o professor Rubenilson de Oliveira Lima e sua esposa, Euridíce Reis Silva, para a Escola Otávio Vieira Passos, no povoado Brejo do Meio.


Atuando na função de gestor da escola em 2013, Rubenilson, fez diversos relatórios solicitando da SEMED os reparos na estrutura do colégio. Cansado de esperar os pais de alunos ficaram indignados, sendo que a última alternativa do professor responsável, foi denunciar nas redes sociais e blogs.


O caso chegou a Promotoria de Justiça com os depoimentos do casal de educadores sobre a remoção sem justificativa plausível. Procurado pelo presidente do SindChap, Armando e o secretário geral Enedilson Santos, os coordenadores de ensino na zona rural, professores Moebio Meneses e Paulo Coêlho, disseram que a SEMED através da Secretaria de Obras está providenciando resolver, o mais rápido possível, os problemas estruturais da escola.




A SEMED alega que a remoção do casal se deu pela necessidade de professores no povoado Brejo do Meio, no entanto Rubenilson e Eurídice acredita que essa não seja a verdadeira justificativa, mas sim punitiva, uma vez que vem expondo a situação física deplorável da escola deixada pela gestão anterior da ex-prefeita Danúbia e que há mais de um ano a atual administração ainda não resolveu.





O coordenador Paulo Coêlho visitou também a escola no dia da reunião citada, ouvindo dos pais de alunos a aprovação e o pedido da permanência de Rubenilson e sua esposa no povoado Uncurana, pelo excelente trabalho pedagógico desenvolvido na escola Santos Dumont. Como reconhecimento ao trabalho dos professores removidos, a comunidade escolar produziu um Abaixo-Assinado em favor do casal de professores, por não concordar com a atitude da SEMED, sendo que a saída dos mesmos obrigará a colocação de outros professores, ou seja, não se pode resolver um problema, ocasionando um outro ainda maior.


Até o presente momento a secretária de Educação, Maria Coêlho, ainda não se pronunciou sobre o caso, porém, acreditamos que tão logo seja resolvido o problema, levando em conta a solicitação dos pais e responsáveis de alunos, que não veêm motivos justos para a remoção dos professores que fazem de tudo para proporcionar uma educação de qualidade, mesmo sob condições precárias em que se encontra a escola da Uncurana.


Veja as imagens:



Enedilson Santos
Secretário Geral do SindChap
Blog do SindChap

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário