Pages

domingo, 9 de fevereiro de 2014

O Secretário que mudou o discurso: Antes defendia o servidor, hoje defende o patrão!




Triste, de causar revolta e vergonha alheia:





Aquele que me ensinou a lutar, a acreditar na luta social, na luta sindical, a brigar por abono, por valorização salarial, que me ensinou a não ter medo e a lutar pelos direitos de várias categorias de servidores públicos municipais... Já não existe mais.


Rendeu-se aos encantos do patrão, deixou de ser oprimido, está a serviço do opressor e pior utilizando-se covardemente de um cargo que lhe foi confiado pelos Servidores Públicos Municipais, para que este pudesse defender seus interesses e não os do patrão.


Aquele guerreiro que lutava por abono e escreveu textos como estes:



"É triste termos
um  governo  desrespeitador,
que trata  seus professores
com atitudes de enganador".




"Professores não aguentam mais

ser tratado com desrespeito.

A nossa prefeita não cumpre

o abono que eles tem direito".



"Eu encaro a atitude da prefeita de "INSANIDADE POLÍTICA", pois são praticamente 1000 professores que vão sonhar hoje à noite com esse BENDITO abono, que segundos as fofocas sairá amanhã. Em se tratando da prefeita DANÚBIA eu acho que esse sonho será um terrível pesadelo. Queira Deus que eu esteja ENGANADO" !!!



O programa do SINDCHAP já não existe mais... Alguém sabe o porquê?



O mesmo homem de luta que produziu não só os textos acima, mas esperança e lutas vitoriosas por abono e respeito aos trabalhadores, hoje mudou o discurso e o pensamento, já não luta mais e apunhá-la a toda uma categoria em defesa dos interesses do patrão:

"ABONOS"

"O governo Belezinha deve avaliar o orçamento do Fundeb, prever os impactos com o novo concurso da categoria, adequação da carga horária (13 e 7 horas), liberação dos direitos protelados ao longo dos anos, para então aplicar corretamente na capacitação e valorização do magistério.

 ...esse tipo de pagamento deve ser adotado em caráter provisório e excepcional, apenas nessas situações especiais e eventuais, não devendo ser adotado em caráter permanente.


Recado para aqueles que ainda persistem na luta:


Quem é digno possui firmeza de espírito, é firme em suas opiniões, não se acumplicia com opiniões alheias e até desafiam-na se isto for necessário para salvar a sua. Quem é digno sabe renunciar a qualquer cargo, posição ou bem material quando for chegada a hora, já que nunca trai seus ideais. Onde faltar a dignidade não existirá sentimento de honra. Assim, o homem digno é sempre honrado e jamais será escravo, capacho ou jegue de alguém. Jamais será arrematado.


Os homens dignos sabem refletir quando convém agir; já os fracos agem sem refletir. O mérito das ações que empreendem é medido pelo esforço que requerem e não pelos seus resultados.




Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário