Pages

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

SINDCHAP finalmente reconhece a luta dos Insatisfeitos e Unifica-se na Luta e Prefeitura Promete Pagar Educação Ainda Hoje

Depois de uma luta solitária, muitas vezes não reconhecida e até transformada em chacota por nossos dirigentes sindicais, veja abaixo alguns exemplos:






Depois de tantos movimentos, de tantos avisos e aqui vou citar apenas quatro:





E...


Somente depois de uma gravação onde a prefeita diz que havia conversado com o SINDCHAP e que os dirigentes da entidade estavam a par de todos os problemas administrativos que a prefeitura enfrenta e diante das cobranças feitas pelos "insatisfeitos" é que o SINDCHAP reconheceu a nossa luta que sempre foi por nossos direitos e para não chagarmos ao atraso MORAL de salários.


Em reunião realizada hoje na sede do SINDCHAP o secretário geral  da entidade Enedilson Santos alegou que chegou a fazer um parecer onde desaprovava a prestação de contas e os gastos com folha de pagamento da educação  sempre acima dos 60% previstos pelo FUNDEB ainda de acordo com o secretário e presidente do conselho do FUNDEB esse parecer teria sido rejeitado pelos demais membros do conselho.


Um dos associados chegou a indagar o porque Enedilson Santaos não publicou esse parecer em seu blog já que o conteúdo é de interesse da comunidade, ele teria a obrigação moral de publicar, mas o secretário não respondeu a pergunta do servidor.


Vera Lúcia vice presidente da entidade argumentou pela necessidade de esperar o fim do prazo legal para que a prefeita pagasse os salários, professores presentes lembraram que as lutas e movimentos sindicais sempre aconteceram independentes de prazo de legal e o sindicato tinha que ter convocado assembléia para colocar os servidores a par da situação.


A esposa do professor Armando Ferreira, professora Regina ainda chegou a declarar que por telefone a adjunta de Educação professora Maria Coelho havia garantido que o pagamento dos professores da rede municipal seria depositado ainda na tarde de hoje, mas até este momento não há salário nas contas e muito menos um pronunciamento oficial de nossa digníssima prefeita. Lamentável!


O presidente da entidade Armando Ferreira declarou que irá a luta com os servidores, que não tem "rabo preso", nem deve favores ao governo.

O SINDCHAP se comprometeu em entrar na luta pelo reajuste salarial dos professores de 8% que a prefeitura deixou de cumprir em 2013 e pelo pagamento imediato de mais 8% referentes ao que a categoria passa a ter direito em 2014


Um novo movimento está marcado para amanhã as 9 horas da manhã.


Concentração sede do SINDCHAP












SERVIDORES COMPAREÇAM PORQUE PIOR DO QUE ESTÁ PODE FICAR!

"SÓ A LUTA MUDA A VIDA"!

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário