Pages

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Os CRAS de Chapadinha estão fechados e o povo sem atendimento.



Centro de Referência de Assistência Social (Cras) é uma unidade pública estatal descentralizada da Política Nacional de Assistência Social (PNAS).






O principal serviço ofertado pelo Cras é o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), cuja execução é obrigatória e exclusiva. Este consiste em um trabalho de caráter continuado que visa fortalecer a função protetiva das famílias, prevenindo a ruptura de vínculos, promovendo o acesso e usufruto de direitos e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida.

 

Serviços como este estariam deixando de ser oferecidos em Chapadinha desde o mês de dezembro de 2013.


Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura os CRAS estariam em recesso para que os funcionários pudessem executar serviços burocráticos da entidade. Ainda de acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura os CRAS estariam fechados somente para o atendimento ao público e os funcionários estariam nos CRAS realizando serviços internos.




Mas...

Não foi o que constatamos.


Estivemos três vezes visitando algumas unidades do CRAS na cidade e em nenhuma das três visitas (sendo que uma foi em dezembro/2013 e duas em janeiro/2014) encontramos nenhum funcionário no local.


Segundo pessoas que moram perto das unidades do CRAS e até pessoas atendidas pelo CRAS essas unidades estariam fechadas desde o mês de dezembro e nenhum funcionário aparecia no local para trabalhar a exceção dos vigias que só aprecem no período da noite. Ainda de acordo com moradores os CRAS só deverão reabrir no mês de Março.


Logo abaixo a foto do CRAS do bairro Areal, situado na rua Sebastião Almeida, próximo ao Mercadinho Mazile. Quase não da pra identificar, os vizinhos disseram que só volta em março/2014.





Esse outro é o da Vila Isamara, os vizinhos nos repassaram as mesmas informações que os moradores do bairro do areal.




E por último estivemos no CRAS do bairro Campo Velho que também estaria fechado desde o início de dezembro, retornamos ao local, mas ainda outras duas vezes a esses mesmos locais, mas continuavam fechados.


Embora os portões estivessem abertos o povo chegava lá e recebia a informação dos próprios moradores, que não tinha ninguém lá.





Com a Contribuição do Portal RG

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário