Pages

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Lei é Lei!



Data venia, mas é surreal essa sentença! Ou poderíamos chamá-la de "salvo-conduto de traficante"?


Em vez de fundamentar sua decisão no Direito brasileiro, o DoutorJuiz absolveu o criminoso baseado em leis americanas, que descriminalizam a venda de maconha. 


Mas, esse não é o caso do Brasil, Excelência! 


Aqui, de acordo com a Lei de Tóxicos, ainda é crime plantar, guardar, transportar e vender drogas - sejam elas recreativas, medicinais ou de menor poder ofensivo. 


E não interessa se, na opinião do julgador, a criminalização da maconha é atrasada ou equivocada. 


Lei é Lei! Tem que ser cumprida, aplicada, obedecida. E o juiz deve ser o primeiro a se curvar diante dela. 


Além do mais, o Judiciário não é o foro certo para levantar e defender bandeiras, como a legalização. 


Quer legislar, Meritíssimo? Deixe a toga! Eleja-se deputado, e tente mudar as leis.




Por 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário