Pages

quinta-feira, 30 de maio de 2013

“PROFESSOR MIJÃO” (ESCLARECIMENTO À SOCIEDADE MARANHENSE SOBRE MANCHETE DOS JORNAIS E BLOGS DA CIDADE.)

“Não importa qual a nossa formação, área de trabalho ou disciplina, SOMOS PROFESSORES e devemos nos dar as mãos, nos defender, sermos cumplices uns dos outros só assim conseguiremos ser mais fortes e precisamos estar unidos para conseguir lutar por uma educação de qualidade e por nossos direitos”. Prof.  Jane Andrade

100_5673
É lamentável o ocorrido na sala de aula da prestigiosa universidade. Como professor da UFMA e colega de trabalho do professor Romel, quero externar à população maranhense fatos que não são do conhecimento público.


Sem dúvida alguma foi um ato surreal em um momento delicado da educação maranhense, mas alguns sinais não estavam sendo entendidos pelos alunos e professores amigos do conceituado professor que em breve completará 70 anos, sendo que mais da metade destes, foi dedicado à educação maranhense.


Há algum tempo notava-se frequente irritação e alterações de humor, segundo relato de alguns alunos. Para os mais conhecedores eram nítidos os distúrbios e lapsos de memória à que o prestigioso docente era acometido. Ele não admitia deixar a sala de aula, dizendo que estava normal. Vez ou outra repetia várias vezes o mesmo assunto, irritando alunos e se estressando com facilidade. A última discussão com um aluno foi a “gota d’água”.


Somos ótimos leitores de livros e textos complicados, mas muitas das vezes somos péssimos leitores das angústias alheias. Existe grande possibilidade de um quadro depressivo que ele aparentava, ter origem no estágio em que se instalou um provável MAL DE ALZHEIMER (a ser devidamente diagnosticado com urgentes exames).


Gostaria que todos tentassem entender a gravíssima situação, orar pelo prestigioso professor, para que ele seja lembrado não como “professor mijão” , como nas manchetes de hoje, mas que seja sempre lembrado pela vida dedicada à educação maranhense.


malcolm-x


O professor Romel merece todo nosso respeito e pedimos perdão a ele por não termos, como colegas tão próximos, conseguido ler os sinais que ele nos enviava diariamente, há mais de um ano.


Provavelmente ele não volta para sala de aula. Lamentável, pois perdemos um grande professor.


PARABÉNS PROFESSOR ROMEL, POR TANTA DEDICAÇÃO E COMPROMETIMENTO.
PERDÃO POR PRODUZIRMOS TANTOS MÉDICOS, PSIQUIATRAS, ASSISTENTES SOCIAIS E PSICÓLOGOS E NÃO O AJUDAMOS EVITAR TAMANHA VERGONHA.
(Peço aos meus amigos do Facebook compartilhar em seus perfis )


Professor Walter Nunes

UFMA

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário