Pages

quarta-feira, 24 de abril de 2013

PREFEITA SE ESCONDE E NÃO RECEBE PROFESSORES! SERÁ???




No segundo dia de manifestações, os professores e a direção do SINDCHAP se dirigiram pela manhã a Prefeitura para que a comissão formada pela entidade fosse recebida pela prefeita (que já havia sido comunicada anteriormente por meio de ofício) e tratar dos direitos da categoria, o principal deles a redução de carga horária.


Antes de sairmos em direção à prefeitura, enquanto reunidos no SINDCHAP o secretário geral Enedilson Santos ligou para a adj. De Educação Maria Coelho e a mesma não soube responder nenhuma das indagações da categoria.


Chegando lá fomos recebidos pelo Secretário de Administração Ilmar Mota Sousa que cumprindo seu papel (que mais parece ser o de garçom do governo: aquele que anota seu pedido e leva a prefeita) ouviu os representantes da categoria anotou suas reivindicações e disse que iria conversar com a Prefeita a respeito.


Ainda segundo Ilmar a Prefeita estaria em visita com representantes do TCE na Zona Rural.







O secretário foi indagado sobre o pagamento dos professores contratados da prefeitura, se os mesmos estariam recebendo dos 60% dos recursos do FUNDEB e ele disse que não sabia.


Foi perguntado também sobre os resíduos remanescentes de 2012 mais de 740 mil reais aproximadamente, se já havia sido utilizado para pagamento referente ao mês de Março e ele não soube responder.

Questionado também sobre quantos professores efetivos existem em Chapadinha, o mesmo também não sabia.



Ao término da reunião fomos informados de que a Prefeita estaria na Secretaria de Administração (na prefeitura) o que causou bastante alvoroço. Acredita-se que a prefeita encontrav-se no local devido a confirmação feita por secretários, pela presença de seus seguranças e assessores particulares.


O Secretário de Educação Francejane Magalhães segundo informações estaria descansando em seu interior conhecido como Boca da Mata, será que o secretário também não sabia desse movimento?

A própria Belezinha declarou em uma assembléia realizada no SINDCHAP:
"Preciso de prazo para aplicar a lei da redução da carga horária, pode ser um mês, dois meses, não sei"...


O Governo de Belezinha adotou a estratégia do PT de Lula no quesito “NÃO SEI”.


Papelão em... 












Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário