Pages

domingo, 31 de março de 2013

O que é alienação política?


É a incapacidade de um povo em se orientar politicamente conforme seus próprios interesses. Crença na operosidade de instrumentos inoperantes, de um lado; desinteresse total pelos fatos políticos, de outro. E, em sua forma mais grave - recusa em decidir o próprio destino, de raciocinar, de traçar seu próprio projeto; criação do mito do Chefe, do Messias, do Pai, do Salvador da Pátria.


Essa resposta foi dada a três anos atrás e está no Yahoo respostas. Três anos e parece que essa resposta foi dada hoje devido a crua verdade que revela.


A realidade de Chapadinha não é diferente. As pessoas defendem suas paixões políticas sem perceber o mal que fazem a si mesmas, e como todo apaixonado, justificam erros, criam justificativas enganam-se e se furtam do direito de ter direitos.


São 90 dias de um governo. É muito pouco tempo pra tantos erros cometidos e poucos acertos reconhecidos até por seus aliados.


Uma Sessão comum na Câmara Municipal tem muito mais a participação do povo do que a sessão solene com a presença da prefeita que foi realizada na última terça-feira, 26 de março.


Sessão Solene com a participação da Prefeita Ducilene Pontes.
Sessão realizada sem a participação da Prefeita Ducilene Pontes.


Diante das licitações que fazem previsões para possíveis compras e gastos absurdos como das  38 mil vassouras ou de combustível que daria pra dar à volta a terra várias vezes, da falta de clareza com relação aos direitos dos educadores, das cobranças indevidas feitas no Mercado Municipal, da compra e não entrega de material escolar nas escolas do município, benécies e conquista de aliados a quem antes se combatia e o povo permanece embriagado por uma paixão quase que hipnótica, ou seria pela esperança de enfim com um novo governo ver tudo melhorar?



A mesma esperança que enche os olhos do sertanejo ao ver a chuva chegando e a esperança de dias melhores para essa Vida Severina.


E como vai melhorar se o novo governo continua alimentando velhos vícios de governos passados, como perserguir quem se atreve questionar, por birra e de maneira intransigente muda a data de pagamento penalizando ao funcionalismo público e o comércio local?


Como vai mudar se o governo não nogocia de forma clara os direitos de suas categorias de trabalhadores, faz valer um aumento de 100% no próprio salário (aumento esse criado e aprovado no apagar das luzes pelo governo anterior), esquecer que Chapadinha deveria ser “Para todos” para se fazer um auto elogio: “Competência Administrativa”, distribuir sardinhas para o pobre e tambaqui para os ricos de Chapadinha conforme denúncia feita pelo vereador Eduardo Sá, como vai mudar se velhos erros continuam a se repetir?



A Prefeita pede tempo e não da tempo ao povo para que possa quitar seus débitos antes que a data de pagamento mude.


O povo continua em segundo plano, continua se furtando e sendo furtado de sua cidadania, de seus direitos e o pior: Continua apaixonado.


Alienação política, um entrave na sociedade.


Vemos nos jornais noticias de corrupção e tramoias diversas que fazem com que a população perca o interesse e principalmente, a confiança, na politica nacional.


Se quisermos mesmo que o país, que Chapadinha mude, que tenha políticos que honrem a função que lhes foi entregue por nós, temos primeiro que aprender a votar, nos conscientizar e avaliar melhor em quem votamos.


Temos que nos interessar por política sim e parar com essa historia de que o tema é chato, porque é muito mais chato ter que aturar uma má gestão por quatro anos.

                                                       Brasil Cazuza (letra e vídeo)



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário