Pages

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

O salário do professor deveria ser melhor que o salário de vereador. Diz Manin PT


Um professor com Nível superior ganha em torno de 1.050 reais mensais enquanto em muitos casos, os cargos de nível médio em órgãos públicos tem remuneração superior a outros que exigem diploma universitário. O técnico judiciário dos Tribunais da União, por exemplo, tem remuneração inicial em torno de R$ 5.000. Já o salário inicial do técnico das agências reguladoras federais é de quase R$ 6.000. No Poder Executivo Federal, os aprovados ganham a partir de R$ 3.000.

A maior remuneração no nível médio é a do Senado, que paga R$ 13,8 mil para o técnico legislativo.



Vereador Manin





A Sessão realizada na Câmara Municipal no último dia 18/02 foi recheada de polêmica, pedidos de esclarecimentos e principalmente apoio aos professores da rede municipal de ensino.


O primeiro a usar a tribuna foi o vereador Manin PT que entre outras coisas criticou os horários de trabalhos dos vereadores, que só trabalham duas vezes por semana e ganham pouco mais de 4 mil reais mensais. Lembrou que o professor trabalha muito mais dentro e fora de sala de aula e ganha muito menos.


Para Manin (e eu concordo plenamente) o professor deveria ganhar muito mais que o vereador.


Todos os vereadores inclusive o líder do governo afirmaram serem contra perseguições políticas, contra professores e as demais categorias.


O vereador Eduardo Braga declarou que: vem sendo procurado por muitos professores que denunciam que professores contratados é que estão sendo privilegiados e sendo lotados em escolas próximas enquanto professores concursados estão sendo lotados em escolas mais distantes da sede.


Que competência administrativa é essa? Só tá tudo Beleza pra perseguir professores?


O Líder do governo disse equivocadamente que se um professor faz concurso para trabalhar no Fernandes, ele deve ficar é no Fernandes (localidade da zona rural). Só que quando se presta concurso para a zona rural não é especificado localidades, ou é para Zona Rural ou é para a Sede.


Irmão Carlos declarou também ser veementemente contra as perseguições políticas.


Vereador Eduardo Sá.

O vereador Eduardo Sá também se posicionou contra a perseguição política e disse que Chapadinha já foi muito penalizada por erros e descaso de gestões anteriores e que por isso não poderíamos mais tolerar que antigos erros continuassem a se repetir.


Eduardo Sá entregou cópias do decreto do estado de emergência da Prefeitura de Chapadinha, onde ressaltou que Chapadinha de janeiro até hoje, já recebeu mais de 10 milhões de Reais e foi colocado em estado de emergência, o vereador não entendeu o porquê do decreto.


Ele pediu aos colegas vereadores que se pronunciem sobre o nepotismo que está acontecendo na Prefeitura de Chapadinha (veja aqui), onde a lei diz que parente não pode ocupar qualquer cargo comissionado com parentesco direto, para que o ministério público possa agir assim como aconteceu na cidade de Bacabeira.


O Vereador Eduardo Sá falou que foi na Prefeitura de Chapadinha, para obter informações sobre o pregão presencial referente a Aquisição de Material de expediente, contratação e promoção do carnaval 2013, contratação dos serviços de limpeza pública e o serviço de manutenção do sistema de iluminação pública, que o mesmo não sabem quais foram as empresas licitadas e ganhadoras para prestar este tipo de serviço, e que as ruas ainda continuam as escuras.



Todos os vereadores fizeram o mesmo pedido que o Presidente da Casa Nonato Baleco já havia feito tanto em entrevista a rádio Cultura FM quando na sessão extraordinária: que se faça urgentemente uma auditoria no município e que se for comprovado o roubo e desvios de verbas, que os responsáveis sejam denunciados ao Judiciário e que sejam punidos por seus atos.





Danúbia Carneiro e Ducilene Pontes.


Mas afinal: Que transição de governo foi essa?


Que aparentemente correu bem e que teria aberto as portas das secretarias e da prefeitura para o novo governo? Porque esses supostos rombos e sumiço de documentos só vem sendo denunciados agora e de maneira não comprovada?


Chapadinha não pode mais ser penalizada pelo descaso com que maus prefeitos agiram no passado.


A Prefeita Ducilene Pontes e todos nós sabíamos o péssimo estado em que se encontrava o município e mesmo assim ela partiu para a campanha para fazer o melhor acontecer. Então vamos usar o passado como aprendizado e não repetir os mesmos erros administrativos e comece a olhar para o presente Prefeita e comece a apresentar ações concretas e consistentes para que o município realmente e finalmente veja o melhor acontecer.


Se há Estado de Emergência que se diga de forma oficial e com dados concretos quem são os responsáveis e repito: que eles sejam denunciados ao Judiciário e paguem na forma da lei por seus atos.


Mas já chega de chororô, AUDITORIA JÁ.

Chega de por a culpa em gestões anteriores e vamos estudar e apresentar medidas concretas para que atual governo possa de forma gradativa fazer o melhor para Chapadinha.


Maiores detalhes em: Blog do Foguinho

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário