Pages

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

SAUDÁVEL E NÃO SAUDOSA SAÚDE...

O Futuro secretário de Saúde Charles Bacellar, compartilhou no Fórum de Discussão da Situação Atual de Chapadinha, que possui 3.102 membros, na rede social Facebook a reflexão do Pároco de Chapadinha, Padre Neves sobre as mazelas que Chapadinha enfrenta e sela seu compromisso com a população chapadinhense de lutar por uma Saúde pública mais humana e digna para todos.
 
Padre Neves faz uma reflexão sobre a Saúde em Chapadinha o que provoca em todos nós, desconhecidos, conhecidos e aparentemente conhecidos, anos comprometermos com a melhoria dessa situação caótica e esse mural é o local apropriado pra selar esse compromisso.

SAUDÁVEL E NÃO SAUDOSA SAÚDE...

 
A Saúde está um caos em todo o país. Por toda a parte se ouvem queixas, se vêem filas e mais filas de espera para ter uma consulta. Em Chapadinha, foi-nos prometido um Hospital Regional. Não sabemos se vem ou se foi só promessa eleitoral enganadora. Mas receamos que seja como a água da CAEMA: já vieram promessas de 7 milhões, de 14 milhões e de 26 milhões... mas até hoje nada mudou. 


Dinheiro chegou, não chegou... de nada sabemos. Só sabemos que se S. Pedro não mandar chuva com fartura, nossas torneiras vão secar. Tem direito à Saúde quem tem dinheiro para se tratar, quem pode ir a S. Paulo ou a outra grande cidade e quem Deus quer que tenha saúde, porque para todos chegará o momento fatal. Em Chapadinha, não é preciso informação. Quem vai ao hospital, conta o que lá se passa. O caos é o mais caótico que se possa pensar. Olhem como estão os hospitais: os doentes têm que comprar tudo e é se querem! E quem é responsável por esta situação não tem vergonha. Mesmo sendo médico o administrador municipal... não há diferença! Tudo continua na mesma vergonhosa lástima.


A atual administração que está terminando colocou uma médica na Secretaria Municipal de Saúde. Mas, quantos dias por semana ela estava aqui? Quantos empregos tinha? Quantos vencimentos recebia? Quanto ganhava não é preciso perguntar! E Chapadinha já não é cidade tão pequena que se possa administrar à distância e se presuma que tudo vai bem. Não aceitamos que se brinque assim com a Saúde Pública. A Secretaria Municipal de Saúde precisa de uma pessoa conhecedora da área, sanitarista, bem capacitada na administração, a pleno tempo e bem ágil para trabalhar e fazer trabalhar.

Chapadinha não pode ficar dependente de conveniências políticas desastrosas, de alguém ilustre, mas inexperiente em administração, de alguém especialista de renome em algum setor de saúde, com muitos diplomas e atualizações em Congressos internacionais, mas sem sensibilidade ao caos municipal. Não sabemos o que nos espera nos próximos anos. Ainda nada ouvimos falar. Mas aqui fica nosso pensar e que é partilhado por muito boa gente: não brinquem com Saúde Pública! Não usem a Saúde Pública para satisfazer caprichos pessoais ou para pagar favores políticos. Não nos interessa famosos personagens, intelectuais extraordinários, mas que só sabem sobrevoar a realidade por cima e não descem às urgências concretas. 
 
Interessa à Saúde Pública de Chapadinha um bom sanitarista a tempo pleno, próximo da população e com respeitável autoridade para colocar ordem nos espaços públicos que são dedicados à Saúde e que, quando nos vier uma dor de barriga, termos, ao menos, quem nos atenda no hospital.

Desejamos uma pessoa vocacionada a trabalhar pela Saúde do povo e não só preocupada em ocupar um espaço que lhe rende milhares e milhares. Disso já estamos mais que fartos!

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário