Pages

sábado, 28 de abril de 2012

COMAE: se vira nos 30 !


Faço parte do Conselho Municipal de Alimentação Escolar (COMAE) e  é como conselheira  que venho repudiar algumas atitudes ou melhor a falta delas para conosco.

Tenho conhecimento de que a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) não tem obrigação de disponibilizar transporte para que os conselheiros possam se deslocar para outras localidades a fim de fiscalizar ou fazer capacitação, mas assume a responsabilidade quando se dispõe para tal.


Já aconteceu de marcarem uma viagem de conselheiros para o interior e ao chegarmos à SEMED não pudemos fazer a viagem simplesmente porque uma supervisora decidiu em cima da hora que iria fazer uma visita a uma escola da Zona Rural e sua viagem, segundo ela, seria mais importante que a nossa que já estava marcada com uma semana de antecedência, diga-se de passagem.

Pois bem, o fato voltou a se repetir nesta sexta-feira dia 27 de Abril. Havia uma viagem marcada há dias para que os conselheiros do COMAE pudessem participar de um treinamento em Teresina-PI, a SEMED através da Secretaria de Municipal de Educação se responsabilizou pelo transporte e assim pouparia despesas extras já que teria, em tese, que oferecer essa capacitação para os conselheiros.

Fiz os preparativos, conversei com os pais de meus alunos e com a diretoria de minha escola explicando o motivo de minha falta. Tudo certo,  liguei para uma pessoa da SEMED às 20 horas da noite do dia 26 para acertar os últimos detalhes e só então fui informada que a viagem não daria certo. A pessoa que não irei identificar disse que pediu alguma solução para a secretária e a única resposta teria sido: “Resolve aí.”  Tipo: Se vira nos 30. Enquanto isso  fui ligar para os pais de meus alunos, explicar o acontecido e avisar que eu iria para a escola ontem (27), mas como o aviso foi dado de última hora, só 4 de meus alunos compareceram.

É fato que nesse (des)governo ninguém costuma cumprir o que diz e que as pessoas que acompanham a Prefeita fazem mais oposição a ela do que seu concorrente político.

Volto a repetir a SEMED não tinha obrigação de disponibilizar o transporte, mas já que garantiu que o faria, deveria ter cumprido a palavra ou avisado com antecedência, para que os alunos não fossem prejudicados.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário