Pages

sábado, 22 de outubro de 2011

Sede de Água Doce!

"A omissão é um mal que corrói e destrói os direitos individuais e coletivos.
A omissão favorece a corrupção.
A omissão faz perpetuar políticos ímprobos na Administração Pública.
A omissão causa indignidade. A omissão prejudica de “mamando a caducando”.
 Seja PARTÍCIPE!
 Exerça o dever de Cidadão, manifeste-se!"

Terezinha Souto – 25 setembro 2011.

As crianças que estudam em escolas da Zona rural de Chapadinha vivem o drama da sede de ÁGUA DOCE.

As escolas públicas da Zona Rural de Chapadinha, mais precisamente os povoados Riacho Fundo, Tamburí, Sobradinho, Cajazeira e Curralinho estão oferecendo água salobra para as crianças beberem.

Enquanto isso, os Agentes Políticos que são a Prefeita, o Vice-Prefeito e os Vereadores em exercício no Município de Chapadinha não se comprometem definitivamente com a promoção da dignidade humana. Perdoe-me Aquele(s) incluído(s) nesta relação injustamente.

Entendendo o dilema.

A Água captada pelos chafarizes dessas escolas e comunidades é classificada como salobra dotada de sais dissolvidos, sendo por isso considerada imprópria para o consumo humano.

No entanto, a Comunidade da Zona Rural é obrigada beber água salobra sem tratamento, porque há falta de manutenção desses chafarizes.

Em alguns povoados as crianças só tomam água potável porque as conservadoras (mesmo com um atraso de 4 meses em suas gratificações, pasmem, de apenas 80 reais) caminham cerca de 3 km para buscar água para as crianças.

Enquanto ocorre este flagelo, a Senhora Prefeita usa o sites e blogs para se promover.

Conselho de Advogado:

Procure o representante do Ministério Público para fazer uma denúncia, de forma que ele poderá ingressar com uma ação Civil Pública visando a solução do problema.

Daniel Marotti Corradi
Advogado

Diadema-São Paulo

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Parabéns professora Jane pela sua atuação no conselho da merenda (COMAE). É triste e lamentável esta situação, além da sede por água doce as crianças da zona rural também tem FOME DE JUSTIÇA ao ver que até agora receberam apenas uma migalha de merenda durante todo o ano, sem pensar que o FNDE já repassou mais de 800 mil só para o município aplicar na compra de merenda. Avante guerreira, denuncie essas fraudes no ministério público e também no portal do FNDE.

    Abraços !

    ResponderExcluir
  2. RODRIGO QUIMICO DISSE
    Parabens Jane e vamos para a caminhada pela vida

    ResponderExcluir
  3. Boa professora Jane nós temos o mesmo pensamento e vamos para caminhada felizes e a busca de uma melhor situação a este povo sofrido de chapadinha

    ResponderExcluir