Pages

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Merenda Escolar é um direito

DIREITOS HUMANOS SE CONQUISTA NA LUTA
29 de julho de 2008
Marília Leão, da Ação Brasileira pela Nutrição e Direitos Humanos (ABRANDH) e também da coordenação do FBSAN, Fórum Brasileiro de Segurança Alimentar e Nutricional.
Ibase (Instituto Brasileiro de Análise Sociais e Econômicas)
Ibase - Qual a importância da merenda escolar para a segurança alimentar e nutricional?
Marília Leão – No Brasil, a maior parte de crianças e jovens estuda em escolas públicas. Se pensarmos que ficam, em média, de 4 a 6 horas diárias na escola, podemos imaginar que vão ficar um bom período sem alimentação. Sem considerar que quem está na escola pública tem poder aquisitivo baixo, os ricos vão para as escolas privadas. Para muitas crianças no Brasil, a merenda é, muitas vezes, a primeira alimentação do dia e quase que a única alimentação completa. Uma alimentação saudável e adequada nas escolas públicas gera um impacto muito grande. É um programa com potencial enorme (Penae: Programa Nacional de Alimentação Escolar).
Esse foi apenas um trecho dessa entrevista para vê-la na íntegra clique no link abaixo:
http://www.direitos.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=4585&Itemid=1
Isso foi para mostras aos senhores a importância da merenda escolar para nossas crianças.
Sei que esse não deve ser o único motivo para que uma criança frequente a escola, mas que a merenda escolar é um fator essencial e indispensável não há como negar.
Ontem por volta de 3:45 da tarde fui até uma escola pública visitar uma colega de profissão e um de seus alunos o menor J passou mal, a criança estava suando muito, e quase desmaiou ele disse: Tia! Estou com fome. Nem almocei hoje!
O que fazer diante um quadro como esse?
A professora mandou comprar um lanche para ele e o menor se reestabeleceu aos poucos.
Conversei com a mãe do menor e a história dela não difere da história de várias outras famílias.
Mãe solteira, tem 4 filhos, o marido está desempregado e ela ”lava roupas pra fora” mas o que ganha não garante o pão de cada dia.
Não vou citar nomes aqui para não expor a família, o menor e muitos menos a escola e a professora e evitar possíveis retaliações à escola aos profissionais que nela atuam.
Porém aviso que se preciso for provo tudo que disse inclusive alguns pais disseram que testemunhariam caso fosse necessário.
Essa triste realidade é conhecida e enfrentada diuturnamente pelos profissionais da educação e por nossas crianças.
Porque não há merenda nas escolas?

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário