Pages

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Será que cola?

A semana passada foi marcada por protestos dos nobres vereadores em relação ao descaso da administração pública, principalmente na aréa da saúde. Alguns falaram aos blogs e à TV, o que leva algumas pessoas a pensarem que tais vereadores mudaram de lado.

Mas... E eu repito: MAS...

Não se trata de mudar de lado, mas de uma questão de sobrevivência. A situação precária da saúde foi públicada em blog's de São Luís, Chapadinha e cidades vizinhas, além de extremamente criticada pela opinião pública. Veja bem, a "opinião pública": Você, seus amigos, eu... Não foi Dr. Magno Bacelar, que continua sendo um mero espectador dos acontecimentos, não foi sua criatura Danúbia Carneiro, não foram os vereadores de Chapadinha que se revoltaram e cobraram melhorias para a saúde de Chapadinha. FOMOS NÓS! O PODER EMANA DO POVO!

E quando eles (os vereadores) perceberam a total insastifação da população em data tão próxima das eleições municipais, o que fizeram? Foram à mídia dizer que está errado, que não apoiam, etc e tal.

Mas... MAS...

Eles não agiram de forma PREVENTIVA, eles esperaram "o caldo entornar" e eu pergunto: de que adianta agora chorar sobre o leite derramado?

O nobre vereador Ermeson Aguiar disse, na sessão do dia 15/08, que há pessoas interessadas em achincalhar a imagem da Câmara.

Porém, nessa mesma sessão, durante o pronunciamento do vereador Marcelo Meneses, a Presidente da Câmara, Márcia Gomes, o perguntou onde ele conseguia informações sobre os repasses de verbas para a saúde, ao que o vereador prontamente respondeu: no Portal da Transparência. Novamente ela perguntou: Como eu faço para acessar? E o vereador explicou-lhe passo-a-passo. Só para lembrar: uma das principais atribuições dos vereadores é fiscalizar o executivo, mas como farão isso sem saber sequer quanto Chapadinha recebe em recursos, incentivos, etc?

O Portal da Transparência (<< clique para acesar) é divulgado diariamente em rede nacional e a nobre vereadora, eleita nem sei quantas vezes, não sabia disso? Como assim? Ao final da sessão, ela colocou um "documento" em votação e quando indagada se sabia quem era a pessoa a qual o documento se referia, ela afirmou não saber. Você que é pintor, antes de sugerir uma cor, faz várias misturas para chegar a um resultado satisfatório; o pedreiro faz um orçamento prévio de quanto o dono da obra provavelmente irá gastar; o professor, para trabalhar a letra "A", faz todo um planejamento antes de dar a aula... E a Presidente da Câmara não se digna em saber sobre o quê ou a quem um documento se refere, antes de colocá-lo em votação?

Esses vereadores não trabalham, não brigam pelo povo, não brigam por emprego, por melhores hospitais. Eles brigam contra os professores, nos chamando de palhaços. Eles bringam defendendo o governo e aprovando projetos de lei que impedem o pai de família de garantir o mínimo necessário à sobrevivência de sua família (<< clique e acesse ) Um deles disse que a prefeita já havia dado orientações para que aceitassem a ida da Secretária de Saúde à Câmara. E é assim, é? Eles recebem orientações da prefeita antes de agir?

Mas... MAS...

Eu entendo como deve ser difícil ser vereador neste mandato... "Os prefeitos" de nossa cidade não estão "nem aí". Lembram da música da Luka: "Tô nem aí, tô nem aí...? Os vereadores dizem que a situação não pode continuar assim, que já conversaram com a prefeita, e blá, blá, blá... Mas parece que a prefeita (não eleita) e seu sombra não estão nem aí para as reivindicações dos vereadores e muito menos para o povo de Chapadinha.

Mas... MAS...

Dizer que a prefeita não lhes dá ouvidos não é desculpa, pois a Câmara tem autoridade, inclusive, para CASSAR O MANDATO dela, se for o caso.

Então, respondendo ao nobre vereador Emersom Aguiar:

Os vereadores de Chapadinha não precisam de ninguém para achincalhar a imagem da Câmara, meu caro. Vocês, nobres vereadores, fazem isto muito bem sozinhos!

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Parabéns professora Jane !! Suas indagações são realistas. Infelizmente o povo está em segundo plano na Câmara Municipal. Assisto frequentemente as sessões e percebo o quanto somos ENGODADOS.

    ResponderExcluir